Publicações

Publicações (6)

Pesquisadoras da UFMT, Profª. Drª. Onélia Carmem Rossetto e Profª. Drª. Nely Tocantins (ligados ao INCT/CPP), lideraram em parceria com pesquisadores de outras instituições, a publicação do livro “Ambiente Agrário do Pantanal Brasileiro: Socioeconomia e Conservação da Biodiversidade”.

A obra Ambiente Agrário do Pantanal Brasileiro: Socioeconomia e Conservação da Biodiversidadeorganizada pelas Professoras Doutoras Onélia Carmem Rossetto e Nely Tocantins, versa sobre um importante Bioma brasileiro, com enfoque em temas ainda pouco explorados pela comunidade acadêmica, a realidade social, econômica, demográfica e ambiental da população do ambiente agrário – pescadores, camponeses, pecuaristas e indígenas, as rupturas pela qual vêm passando o modo de vida tradicional e as relações com o meio ambiente em face da modernização.

Print Friendly, PDF & Email
28 Abril 18

Anais I CONBRAU

Escrito por
Publicado em Publicações

O I CONBRAU teve como objetivo promover um amplo debate que estimule fortemente todas as atividades relacionadas com a pesquisa, a sustentabilidade e a proteção das Áreas Úmidas (AUs). Além do importante debate acadêmico, o I CONBRAU visou também disseminar para o público em geral a importância da elaboração de políticas públicas voltadas ao uso sustentável das AUs, que prestam serviços ambientais de grande importância para o bem estar da sociedade. Estamos disponibilizando os Anais com as palestras e os trabalhos apresentados.

ACESSAR ARQUIVO

Print Friendly, PDF & Email

“O livro é um compilação de estudos realizados na Grade Pirizal entre 2005 e 2009 e reúne pela primeira vez para uma mesma área do Pantanal informações sobre a densidade de espécies de plantas, artrópodes de solo, anfíbios (sapos, rãs e pererecas), pequenos mamíferos (roedores, marsupiais e morcegos), aves, invertebrados aquáticos e peixes. Escrito em uma linguagem destinada a não-especialistas, o livro pretende fornecer informações de boa qualidade para subsidiar tomadas de decisão pela sociedade, além de ser uma referência para pesquisadores e estudantes sobre a utilização do sistema de grades para estudos de biodiversidade, uma das primeiras a ser instalada fora da Amazônia.”

ACESSAR ARQUIVO

Print Friendly, PDF & Email

Desde 2004, o CPP cumpre sua missão de fomentar projetos e ações que permearam de forma sistêmica e apontaram soluções aos estrangulamentos para a sustentabilidade do Pantanal. Estes projetos e ações foram organizados inicialmente em três redes de pesquisas transversais. Duas enfocam a sustentabilidade das principais atividades econômicas do Pantanal: a pecuária e a pesca, tratando tanto da capacidade de suporte dos ecossistemas em relação a essas atividades, quanto de como o homem pantaneiro lida com elas. A terceira rede focaliza ações de bioprospecção, alicerçando-se no fato de que o uso sustentável é a melhor estratégia para garantir a conservação do bioma. Posteriormente, foi criada uma quarta rede de pesquisa, denominada “Sustentabilidade dos Recursos Hídricos” – Projeto SINERGIA dedicada aos estudos de recursos hídricos e gerenciamento de impactos decorrentes do aquecimento global na bacia do rio Paraguai. Nesse volume apresentamos as principais atividades de cada uma das redes.

ACESSAR ARQUIVO

Print Friendly, PDF & Email

“A presente publicação resulta das ações desenvolvidas no âmbito do Projeto Aspectos Socioeconômicos dos Pescadores de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul apoiado pelo Centro de Pesquisas do Pantanal (CPP) e Ministério de Ciência Tecnologia e Inovação (MCTI) desenvolvido pelo Grupo de Pesquisas em Geografia Agrária e Conservação da Biodiversidade do Pantanal – GECA /UFMT. Nessa trajetória busca-se evidenciar o processo de construção coletiva que envolveu diversos atores sociais: pescadores artesanais profissionais, acadêmicos e pesquisadores da Universidade Federal de Mato Grosso-UFMT e instituições do poder público da esfera municipal, estadual e federal que, juntos, elencaram questões prioritárias e buscaram construir uma proposta que contribuísse para a sustentabilida­de econômica e social dos pescadores e demais atores sociais que vivem no Pantanal Mato-grossense.”

ACESSAR ARQUIVO

Print Friendly, PDF & Email

O Pantanal é uma vasta planície inundável. Encantador por suas belezas naturais! Há pelo menos dois séculos, o homem ocupa os ambientes do Pantanal. Dessa ocupação, resultou a Cultura Pantaneira, assinalada pelo estreito convívio com os elementos da natureza e trocas com o ambiente. Nesse cenário de riquezas e assimetrias, surge o Centro de Pesquisa do Pantanal, o CPP. Seu grande ofício é gerar conhecimento e capacitar pessoal. Em uma década de atuação, os resultados representam parte de uma extensa jornada. Eles balizam o potencial do que virá para o futuro. E isso é o que inspira o CPP a seguir adiante. Com a missão de contribuir com a sustentabilidade ambiental, social e econômica de Áreas Úmidas (AUs), integrando competências, o CPP está disponibilizando seu mais recente produto.

ACESSAR ARQUIVO

Print Friendly, PDF & Email

Restrito

Facebook

Contato

Centro de Pesquisa do Pantanal

Rua Dois, N.º 497, Sala 02, Bairro Boa Esperança

Cuiabá - MT

Telefones: + 55 (65)3627-1887

Email: gestao.cpp@gmail.com

Sobre nós

O Centro de Pesquisa do Pantanal – CPP – é uma organização independente, com enfoque humanista e sem fins lucrativos. Seu propósito maior é a promoção da cidadania, que no século XXI, tem na questão ambiental seu ponto chave.

Funcionando em estrutura de rede, o CPP está fortemente calcado em parcerias governamentais e não governamentais dos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, contando também com o apoio de setores do governo federal.